? ??????????????????? ????Easy Install Instructions:???1. Copy the Code??2. Log in to your Blogger account
and go to "Manage Layout" from the Blogger Dashboard??3. Click on the "Edit HTML" tab.??4. Delete the code already in the "Edit Template" box and paste the new code in.??5. Click "Save Template" CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS ?

terça-feira, 2 de junho de 2009

Cerejeira em flor II

.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
Suspensa no alto dos galhos,
escuto teus passos marcados 
no chão.

Em vão,
olhas em volta, cercado de mim, 
e não sentes a força da minha presença,
não entendes o som das trêmulas folhas,
não sabes o quanto valem meus botões.

São impressões que descubro reais.
Desenho-me forte, com novos contornos,
curiosa e sensível ao carinho do vento.

(Confesso: não estou ansiosa por outra presença;
mas não esmoreço por tua ausência.)

Crystal Solle

4 cristais:

Nilson Barcelli disse...

Querida prima, não tens vertigens?
Nem medo que o galho parta...? rs...
Brincadeirinha...

Mais a sério
Gostei do teu poema. Vestiste a pele de flor de cerejeira muito bem.

Querida prima, um beijo.

Lampejos disse...

...

Tua alma suspensa no ar.

Se, desenhaste forte...
não são invisíveis esses botões..

nem leve seus odores.

Ele deve estar no solo com a visão e o olfato fechados..;)

Um poema maravilhoso,Carol.


(a)braços,flores,girassóis:)

Segredo Cor de Rosa disse...

Adorei a musica dos Second Serenade. Vou meter tambem na minha playlist...
Ja publiquei mais um pouco da história.
Beijinho

Oliver Pickwick disse...

A cerejeira não é rosa mais.... É rosa de cristal. É Carol.
Me lembro da Cerejeira I.
Um beijo!

P.S.: Não apareci antes porque estava viajando.